quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

A paz Interior do Natal



RecadosAnimados.com
Natal com Jesus

A paz Interior do Natal


Amor  jóia rara, preciosidade,
Na vida de quem sabe doar.
Amor é a fonte da verdade da vida.
Da fraternidade, da felicidade.
Amor, lembra toda passagem,
De jesus na Terra, seu nascimento e morte.
Momentos dolorosos, tudo pára nos salvar.
Natal, comemoramos o nascimento
Do menino Jesus.
Nesse Natal, abra o seu coração,
Perdoando, faça uma reflexão!
Lavando a tristeza lavando “alma,
Absorvendo pesamentos positivos,
Que o ano velho, leve tudo de ruim.
O Ano Novo, renove todas suas esperanças.
Feliz Natal Um Próximo Ano Novo...
Autora: Marina Nunes


Direitos da Autora

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

ÁVIDA






www.gifzona.com World gif Animation
Ávida

Avida perdida vivo
por seus beijos.
Que espalhando pela pele,
desce em um banho de sensualidade.
Existem em magias tudo isso,
blues eum envolvente;
Em cada parte da minha alma,
dolorida sente êxtase,
sinto em uma viajem,
de amor e espumas.
Meu corpo sente a musica,
Levando pra longe de tudo!
Permaneço Avida em ti ...
Marina Nunes

A fonte do prazer



www.gifzona.com World gif Animation
A fonte do prazer


A tua boca perfeita fonte do meu prazer...
O teu beijo ardente, semente fértil...
Teu corpo que me aquece, é tão intenso!
Teu aroma, é perfume marcante...
Tem sabor de mel, brisa fresca...
Que desnuda minha boca...
Ah! Esse amor devotado, é um caso sério!
É como beija-flor dominador...
Alimenta-se do mais fino néctar...
Ah! Tuas mãos, benditas mãos delicadas...
Que deslizam atrevidas e procuram,
na delicadeza do cetim,minha pele nua,
que alimenta a tua , a minha umedecida sede...
Autora: Marina Nunes
Direitos Reservados
23/12/08

MOR E DOCILIDADE



www.gifzona.com World gif Animation



MOR E DOCILIDADE
Com o olhar cheio de malicia
meio sonolento,ele se faz veloz.
Ele me atiça me chama de querida,
e pausando a mão que me vigia,
com um beijo terno,e a voz macia,
surpreende-me,com tuas caricias...


O amor absolve o quarto todo manto.
Insinuando-se cheio de intimidade,
atraindo-me com olhar terno e encanto,
comovida, a minha docilidade,
se junta ao teu perfume,ao teu pranto.
Autora:Marina Nunes

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Mensageiro Da Vida







Mensageiro Da Vida


Ah, o amor!
Quatro letras impossíveis de ser esquecidas.
Dentro de mim, fez morada.
Um sentimento que me conforta.
Ajuda-me os a vencer obstáculos.
Ah, o amor!
Não Deve ser confundido,
E sentido sim, de uma forma total.
Ele é o mensageiro da alma,
Meu leal companheiro.
Não existe nada igual.
Ah, o amor!
Que carrego no peito, transborda.
Abarrotado chama tem.
Louco Amor que clama,
Pra ser compartilhado Doado.
E um amor exigente.
Ah, esse amor!
Que me faz levantar, e continuar.
Não perder as esperanças,
Não deixar de sonhar.


Autora: Marina Nunes
Direitos Reservados a autora.


sábado, 21 de novembro de 2009

Na Noite, Tudo Acontece



Na Noite, Tudo Acontece


No silêncio da noite,
O mar bate suave.
A pele arrepia, as taças macias,
Entorpecem com a melodia.
No horizonte sem fim,
O mar canta a melodia da magia.
Os beijos, têm toques delicados.
O banho do amor acontece.
A noite me faz prisioneira.
Em teus braços, me perco,
Me aconchego, sinto prazer.
Me deixo ser domada, amada.
A brisa sussurra, a noite comanda.
As gotas delicadas, banham o nosso amor.
No céu, as estrelas refletem.
Na paz, tudo adormece,
E o silêncio perpetua.


Autora: Marina Nunes
Direitos reservados à autora.

Louca Forma De Amar Você



Louca Forma De Amar Você


Louca, completamente louca, eu sou.
Quando você me olha, me deseja,
O tom da tua voz muda, a cor da pupila brilha.
O seu olhar funde-se, junto com o meu.
Louca eu sou, por tudo que é seu.
Me ama com graça, sou tua rosa sublime.
Sou tua poesia poética, irresistível menina.
Louca, é a forma de amar você.
Me chama de fada, de anjo, de coração.
Louca, é toda pintura que faço de você.
Do teu perfil, pele morena, que fascina-me.
Tudo de você me seduz, me faz feliz.
Esse é, o nosso indescritível amor.


Autora: Marina Nunes





quinta-feira, 12 de novembro de 2009

ESQUEÇA-ME




ESQUEÇA-ME


Machuca-me.
O meu sorriso que sangra,
rolando cada gota a toda hora,
eu vivo,em uma paisagem, sem flores,
desprovidas de aromas.
Eu guardo a imagem do teu rosto,
Que oculto, no meu universo,
de fisionomias.
ESCUTA -ME.
Eu vivo na minha obscura agonia,
Sem sombras amarguras, concretas,
eu sofro, em minha escura dor e agonia.
Olha-me sinta-me, estou passando,
de sombras e fantasias.
E vejo teu reflexo em toda esquina,
e vivo, revendo retratos e bilhetes,
na mesa do meu quarto, como prova,
de um passado  tão recente.
Perdoa-me, á estrada é muito longa,
triste ,e comprida.
ESQUEÇA-ME
Pois finjo que estou bem, estou abatida,
á perfurar, meu espantalho coração.
Escuta-me, meu caso e bastante delicado;
Espero esquecer-te mais breve ainda.
Vou partir pra bem distante,
me diga como vai passado?
Saudades, desgastar meu coração...
Marina Nunes



segunda-feira, 9 de novembro de 2009

O Murmúrio Da Emoção





O Murmúrio Da Emoção


Digitando, vou manipulando a emoção.
A minha sensibilidade está à flor da pele.
Manejando o dedo indicador, tento escrever.
As palavras saem com dificuldades.
Traz a tua linda imagem.
Teu sorriso cativante, expressivo.
As palavras vêm tristonhas.
As mãos tateiam com lentidão.
O aromático perfume espalha-se no ar.
Cheiro de terra molhada da flor.
Jasmim, mirra, alecrim...
Aromantizando, traz o vento.
Chove com intensidade.
O barulho no telhado,
Faz a introdução, faz-se canção.
Num silêncio profundo, sinto minha respiração.
Procuro uma melodia para escutar.
Não dá pra sair do remanso, da calada, da solidão!
O murmúrio da melodia, me faz parar de digitar.
Tudo emudece, mas absoluto, o silêncio  cresce.
Sufocando a melodia, fuzila-me.
Faz o coração gemer, de saudades de ti...


Autora: Marina Nunes
Direitos reservados à autora.

sábado, 7 de novembro de 2009

Enigmático Amor



Enigmático Amor


Faço uma reflexão ao meu coração.
Preciso de explicações concretas.
Dispenso o amor de mentiras,
Que deixe dúvidas em dilemas.
Não quero um amor obscuro, suspeito.
Que deixa-me engasgada, embaraçada.
Amor cheio de mistério enigmático.
Não quero ser amada de forma sinistra.
Com inquietude, receios, mal-estar.
Amor nervoso, apreensivo, medroso.
O meu amor é limpo, tem virtudes.
É amor absoluto, óbvio, real.
Tem doçura, todo encanto.
Se queres amar-me de verdade?
Roube-me um beijo, fascine-me,
Com toda doçura, e sinceridade.
Quero beber o néctar da felicidade.
Crer e sentir, que teu amor, é real.


Autora: Marina Nunes
Direitos reservados à autora

terça-feira, 3 de novembro de 2009

SONHO E BOLERO

 

direitos reservados à autora.



















SONHO E BOLERO

No deslize do legítimo bolero, me entrego.
Sinto a velocidade forte que bate o coração.
Deslizando ao som, danço, e não nego.
Vem o beijo avassalador, vem a emoção

Me descuido em sonhos, em rimas fantasias.
Sinto a fome da ansiosa melodia,
E perdida no despertar da louca coreografia,
Deixo flechar, sinto-me dominada.

Vem o beijo, candidato e suplicante
Tenho vontades e desejos, mais beijos.
Em teus braço, sentir teu amor abundante.
Suspirar de carinho, tudo que almejo.

A noite, fiel companheira, minha musa.
Isso chama-se bolero, amor, puro desejo.
O amor nessa hora na vida, se cruza.
Tem voltagem acelerada do amor, tem solfejo.
Autora:Marina Nunes






segunda-feira, 2 de novembro de 2009

VIVER VIVER...



VIVER VIVER...

Viver toda emoção, faz bem ao coração.
Aquece o ninho, relaxa, e dá sensações.
Atiça a chama, aquece a cama.
Esqueço toda virtude,da minha sagrada, pureza.
E sem decência, e singeleza, sorrir de prazer.
Desfruto tudo teu, ao lado amado.
Seduzir você, nos  momentos das nossas almas.
Colados atentos insinuantes vivermos.
E na proeza do ato, pecaminoso,
morrer na particular chama.
Nas minhas obscenas fantasias,normais.
Viver do amor sagrado, toda liberdade.
Aquecer meu corpo, junto ao teu.
E sem pudor,beijos ardentes deixar fluir.
O gosto do prazer sentir, fazer de você, só meu...
Autora:Marina Nunes
direitos reservados á autor

02/11/0920:53:33





sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Bruxa do Bem






Bruxa do Bem




Sou bruxa de bom coração,
Só sei fazer o bem,
Sem olhar à quem!
Gosto de chamar muita atenção!
Viajo nas galáxias, nas noites de luar.
Fico passeando, até o sol apontar.
Sou uma bruxinha, de bom paladar.
Gosto de carinho, e de bom agrado.
Quer me ver contente?
Experimenta!
Faça um prato saboroso,
Me convide, eu aceito com muito gosto.
Adoro gulodice, todo tipo de manjar,
Tudo que me dê bom apetite.
Pratos perfumados, bem enfeitados.
Mais por favor, nada de amargou.
Nem jiló, muito doce, azedume.
Gosto de doces delicados!
Nada insosso, salgado, enjoado.
Tudo que mais gosto,
É de uma torta de damasco.
Bife bem macio, molho de tomate.
Boa sobremesa, suco bem gelado!


Autora: Marina nunes
Todos os direitos reservados à autora.

sábado, 24 de outubro de 2009

A PAZ...



A PAZ...
Vai minha pomba branca,vai procurar
a paz, no céu nas estrelas, vai enfrentar,
temporal nas matas, montanhas avança poeira,
voa sobre mar os monte, desce cachoeira.
Vai em brusca da paz, mostra tua bandeira.


Vai pomba branca, alcançar abrandar a paz.
amenizar a guerra, moderar a miséria voraz.
Usa toda pureza e grandeza, e traz democracia.
Promove a liberdade,acaba com epidemia, mostra,
tua cara, um campo verde e livre, paz para o meu Brasil.


Vai minha pomba branca, vai em busca,
dos nossos ideais, mais consciências.
Deixa pulsar os corações, abraçar o amor;
Vai garantir toda brancura e esperança.
Um mundo sem hostilidade, menos debates.
Sem extermino conflitos, menos guerrilhas.
basta de inimigos rivais, armas em punhos!
Queremos pacificar, garantir a paz do mundo.
Por: Marina Nunes

barrinha Pictures, Images and Photos

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Procura-se Um Amor 






Procura-se Um Amor 


Onde encontrar um amor,
Para um coração sonhador,
Da moça que vivi na espera,
Debruçada na janela,
À espera de um grande amor?
A moça, é donzela,
Mora na casa amarela.
E procura um alguém, que lhe dê calor.
Onde será a morada do amado,
Que vai com ela casar?
No extremo Oriente,
No extremo Ocidente,
Ou no extremo Sul?
Ou está bem pertinho,
Bem em frente à ela?
O verdadeiro amor,
No seu olhar não cruzou,
Despercebido vai chegar, e flechar,
A coração vai acalentar, arder de paixão.
Pode ser em uma esquina,
Bem distante,um viajante!
Debruçada na janela,
Sua espera é constante.
Pra ser feliz, falta um triz!
É só deixar, à vida comandar,
Pra vida da donzela,modificar.


Autora: Marina Nunes
(direitos reservados à autora)

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

MEU MUNDO É VERDE





MEU MUNDO É VERDE


O verde é minha cor preferida.
No verde me sinto fortificada,
Nele sou bastante acolhida.
O verde é minha cor abençoada!


No verde existem felicidades
Não há idade, nem tempestades.
Tem pureza, afabilidade, paz.
Toda simplicidade e fertilidade.


O Verde é pudicícia esperança,
Sinceridade, virtuosa aliança.
A cor que não cansa aos olhos,
Dança nos galhos, linda criança.


No verde mergulho, me banho
Lavo toda malicia e poluição.
Dissolvo tudo que for estranho,
Meu verde é toda contemplação.
Autora:Marina Nunes
_DIREITOS RESERVADOS DA AURORA_

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Na Calada da Noite 




Na Calada da Noite 

A noite finge descansar,
Mas escuta, o que não quer escutar
Ouve eco de dor, alegria, encrespar
É o melhor confessionário;
Da dor da solidão, da perdição.
Dos fieis apaixonados, amores desprezados,
A noite finge estar exausta, e não descansa.
Com a vida, existe uma aliança.
À noite, vêm lágrimas, vêm prantos,
Os risos hilariantes do amor, dissabor.
Das grandes ações, vozes e canções.
Ver perdoar, amar, à noite inteira.
Ouve meiguices, e palavrões!
Insiste em ajudar, tem que calar;
das horas de prazer, e de horror.
Noite vê nascer a felicidade,
A noite assusta-se, e ri da própria sorte. 
A noite pode ser consoladora,
Felicidade, toda maldade.
Encontros de grandes amores.
Autora: Marina Nunes
Direitos Reservados à Autora.

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Transparência...



Transparência...
Quem vivi a vida sem maldade,
cresce espiritualmente.
Toda mentira é inseticida, é bandida.
Cedo ou tarde,ela será rompida,e percebida.
Melhor viver,sem corromper,”alma,
e ter um coração, abastecido de amor.
Mentira empobrecer, transparência na face,
e faz da vida, uma grande mentira.
Autora Marina Nunes
direitos reservados á autora
14/10/0918:32:09








Viver é aprender...




Viver é aprender...


Na visão da vida vivo,
e vejo a criação de Deus.
O nascimento,
Transformações.
A lei da prática do bem.
Tudo esquecido, sem visão.
Na visão da minha vida,
faço traços, idéias afins.
Procuro entender,
e sem grandes opções.
Ainda sonho, com a paz.
Um mundo tranqüilo.
Autora: Marina Nunes
(direitos reservados )


14/10/0919:01:25

Silenciosa Saudade


Silenciosa Saudade


Ah! Saudades corrói “alma.
Vem trazer sensações que machuca o peito.
Ah! Saudades, doloridas sombras.
Vem dizer, que nada foi desfeito.
Que não tem jeito, que o amor existe.
O amor é sublime, aquece o peito.
Dos olhos, suaves lágrimas caem.
Silenciosa fala, da minha saudade.
Das marcas de felicidades vividas.
Em cada lágrima, parte de uma vida.
Cada pensamento vem com a brisa,
Que perfuma cada lembrança.
Que já mais será esquecida.


Autora: Marina Nunes
(direitos reservados à autora)

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Amor Obscuro



Amor Obscuro




 Falta amor na vida.
A carência de amor, é grande.
Existem pessoas tão carentes!
Pessoas solitárias,e tristonhas.
Pessoas que procura o amor,e carinho.
Amor é puro, é cristalino.
Nunca machuque  um coração,
carente,com inverdade.
nunca dizer eu te amo! sem amar.
Separe o amor espiritual, do carnal.
O amor é reciproco, alimento “alma.


Autora: Marina Nunes
direitos reservados

SONETO DO ADEUS...



SONETO DO ADEUS...


Meu amor, não me perguntes nada mas.
As minhas simetrias andam em desordem.
As tuas perguntas tem o calor, têm firmes sinais.
Não tende violar-me, com perguntas e respostas.
Meu amado, cada respostas,invade-me “alma.
É insuportável descrever, a grande agitação,
que encontrar -se um coração, que pulsa calado;
Não quero descrever, o que guardo por você.
Amor da minha vida, inútil tentativa amar-me,
o meu coração jazer, repousa longe,em muralhas.
Preenchidas de intensas fronteiras.
Existe um manto que cobre os meus olhos,
onde guardo cada suspiro, cada batida cansada.
Inaliável será os dias meus, no definitivo adeus.
Autora Marina Nunes


direitos reservado á autora


07/09/0922:52:33

domingo, 4 de outubro de 2009

Indescritível Falar Do Amor



Indescritível Falar Do Amor

Corro, vou em direção ao teu coração.
Vou fundo, um beijo longo, olhar de paixão.
Um abraço apertado, cheio de apetite.
Sinto o desejo solicitante da paixão.
O amor me faz renascer a cada manhã.
Surpreendente é o cantar do sabiá,
Que parece também sentir emoção.
Lá no alto, canta com sofreguidão.
Domina a melodia, me faz suspirar.
E nos teus braços, reforço o abraço.
Sedutor, te sinto ávido, tentador.
O abraço cria água na boca,
Ao nosso arredor, tudo é irreal.
Me recolhes aos teus braços,
Afaga-me com um olhar amoroso.
Palavras mágicas voam no ar.
Indescritível, é falar do amor.

Autora Marina Nunes
(direitos reservado à autora)

01/10/0913:39:04

Coração Em Conflito



Coração Em Conflito

Escuto as batidas do meu coração.
Parece falar, e bate rigoroso e forte.
Tem a fúria do vento da tempestade.
Sem domínio próprio, afronta a vida.
O dia caminha, as horas são fatais.
Pedi ao dia, paz e tolerância.
Meu coração quer absolvição,
Quer esquecer, voltar, reconciliar a viver.
Num pesadelo, sente-se um zumbi.
Perplexo, nervoso,
Caminha em volta da própria sombra,
Prece, ver aparação.
Humilha-se, enfrenta todo o terror da solidão.
Sente falta de amor, do corpo quente.
Dispensa piedade, recusa-se a deixar de sonhar.
E tenta pacificar o coração, pedi anistia.

Autora Marina Nunes
Direitos reservados à autora

01/10/0911:07:45

Amor Indestrutível


Amor Indestrutível

O meu amor é assim,
Amor que estima, tem apreço.
Mas perdi a razão com a infidelidade.
É amor que cultua consideração,
Amor honesto.
Por amor, faço bobagem.
Mando o bom senso andar.
Mudo de cor, fico irreverente.
Meu amor, vive em vigília,
Noite e dia, é amor sagrado.
O meu amor, se preciso for,
Esbraveja, vira a mesa.
Sabe arranhar, virar uma fera.
Perdi o escrúpulo.
É amor justo,
Integro, digno, sincero.
Não é pra qualquer um.

Autora Marina Nunes
Direitos Reservados

01/10/0914:37:17

Sonhar é Acreditar



Sonhar é Acreditar

Sonhar, é viver, é acreditar no amanhã.
Sussurrando uma oração bem baixinho,
Acariciando a fragilidade do sorriso,
Tão frágil, inocente, infantil...
Sonhar, é perceber que ainda existe vida.
Vida para viver, a cada amanhecer.
Acariciar cada palavra dita com amor,
Agradecer, mesmo sem esquecer a dor.
Sonhar, é a continuação de uma novo dia.
É perceber, pequeninas coisas em sua volta,
Uma flor; um passarinho no ninho.
É agasalhar nos braços, um corpo frio.
É usar toda natureza, em pró da paz.
Sonhar, é tocar na face do filho com carinho,
Como quem toca na face de Deus.
Sonhar é ir fundo, em busca do amor.
E na velocidade que a vida corre,
Não esquecer de aproveitar cada momento.
Sonhar, renova a cada dia, a esperança.

Autora Marina Nunes
direitos reservados á autora
24/09/0914:40:44

Toda a Magia Do Amor


Toda a Magia Do Amor

Deixei despertar a paixão,
E tudo renasceu, dentro do meu coração.
Senti a conjugação perfeita.
O frio que corre na espinha,
Que a muito tempo, não sentia.
O gosto dos beijos devassos (não sei direito, veja aí),
O sabor do fruto mais cobiçado.
Hoje, já não vivo sem teu amor.
A cada batida apressada do meu coração,
Reascende a chama,
Tudo em mim exclama,
Modificou.
Ah, doce atração!
Doce sensação!
Na ânsia que mata a fome,
E tudo desejado, louco, é o amor!
Apreensivo, me sinto menino.
Tão apaixonado, bate o coração!
O teu perfume, me deixa embreagado.
Os meus pensamentos, correm indecentes,
Me deixa ofegante.
Mais uma noite que começa,
E perdido de amor, estou.
Autora:Marina Nunes
direitos reservados á autora

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Escola Da Vida.


Escola Da Vida.

Deus pai amado, e adorado.
A tua beleza é perfeição.
Santo imaculado,és senhor
do amor,das tempestades.
és o criador, mais amado.
Tua suave face,olhar terno.

Deus toda sabedoria, é paz.
A tua grandeza é infinita!
Tudo foi dito mais esquecido,
a tua escola, é verdadeira luz.
Me tranqüiliza,nas inquietudes.
Me faz entender,tudo da vida.
Autora:Marina Nunes
direitos reservados á autora

30/09/0920:17:30

terça-feira, 29 de setembro de 2009

DEUS, TODA PERFEIÇÃO



DEUS, TODA PERFEIÇÃO

Nem tudo é como pensamos,
Nem como queremos que seja.
E nem sempre estamos certos,
E antecipamos as nossas vontades.
E acreditamos, só nas nossas verdades;
Não enxergarmos os nossos defeitos.
Pois sabemos, que ninguém é perfeito.
A imperfeição, está na Terra.
A perfeição, é cristalina.
Está na natureza divina.
É pura, isenta de malícia.
É claro, e evidente,
Que só existe um ser perfeito;
DEUS.
Na Terra, nada foi comprovado.
A perfeição do homem,
Que veio para ser lapidado.
E não foi comprovado,
Um outro Deus, perfeito.

Autor:Marina Nunes
direitos reservados á autora

Doce, Loucura...


Doce, Loucura...

Há loucura, há um bicho,
Dentro de cada um de nós,
Que não tem explicação!
De tamanha proporção;
Deve machucar a ferida.
Talvez até, precisa de prece.
Resumindo, é bandida.
É loucura, sem explicação.

Há um pouco de tudo em mim,
Da ira, que não transparece;
Do amargo, que ficou da dor;
Das palavras, que me convence;
Das mentiras, que ficaram guardadas.

Há uma parte em mim, transparente.
Mora na profundidade do íntimo.
Cobre toda a minha imperfeição.
Transforma toda essa grande loucura,
Em doce experiência, é uma penitência!
Me aceitar assim, me conhecer, a cada dia.
Autora :Marina Nunes
direitos reservados á autora